Pragas Urbanas


PERCEVEJO DE CAMA

Os percevejos de cama são insetos que se alimentam do sangue de pessoas e animais. São pequenos, achatados, ovais, de cor castanha e aptéras (sem asas). Comumente depositam seus ovos sob os estrados de camas, tem a coloração branca e em forma de pêra. A forma jovem tem coloração marrom e conforme crescem tornam se mais escuros. Adultos têm coloração castanho avermelhado, com corpo achatado e forma oval, variando de 4 a 7 mm. Comumente ficam abrigados e agrupados. É muito comum emanar um cheiro característico dos percevejos (maria fedida).

Ao se alimentar de sangue, os percevejos podem aumentar o seu peso acima de 10 vezes, tamanha a voracidade.

Tem como hábito, abrigar nos frisos, pregas e dobras dos colchões, cabeceiras e estrados de camas, tapetes e rodapés, atrás de papel de paredes descolando, dobras de cortinas, dentro de conduítes, sofás entre outros.

controle de percevejo de cama, percevejo

Manchas escuras de coloração avermelhada ou castanhas (fezes dos percevejos) nos lençóis, fronhas e colchões. aparecimento de manchas ou pequenos vergões alinhados, provocando coceira e pruridos na pele decorrentes de sua sua picadas são sinais da presença de percevejos.

Até a década de 1960, era comum relatar ocorrências, principalmente em hotéis mais simples, onde hóspedes sofriam com a coceira que os mesmos provocavam com suas picadas. O uso de inseticidas clorados e fosforados, com alto poder residual reduziu sua ocorrência em áreas urbanas.

A utilização de inseticidas com menor poder residual, e o processo de globalização, com maior número de pessoas viajando ao exterior, está permitindo a reemergência deste inseto como uma importante praga atualmente.

Hoje, essa praga é bem conhecida em vários países europeus, nos Estados Unidos e Austrália. Suas populações cresceram, atingindo todas as classes sociais nesses países. Podem ocorrer em residências, hotéis, cinemas, teatros e transportes coletivos, como ônibus, trens e metrôs, navios de cruzeiros marítimos e aviões também podem estar infestados.