Pragas Urbanas


CUPIM DE MADEIRA SECA

O cupim de madeira seca (Cryptotermes sp) é uma espécie que apresenta colônias pequenas, normalmente restritas à peça atacada, apresentando sinais externos de ataque bastante discretos.

O seu ataque encontra-se em expansão no Brasil, onde se acredita que tenha sido introduzido através de importação de estruturas de madeira infestadas. Provavelmente de origem na Jamaica, este cupim vem espalhando-se, através de navios, para o resto do mundo.

O soldado deste cupim apresenta uma cabeça dura e volumosa com formato cilindróide e truncada na frente, do tipo fragmótica, de cor castanha avermelhada escura a quase negra, que contrasta com o colorido esbranquiçado do resto do corpo. Quando necessário, utiliza a cabeça para obstrução das galerias de comunicação no interior dos ninhos como defesas contra inimigos.

controle de cupim de madeira seca

As fezes dos Cupins de Madeira Seca são pequenas bolinhas normalmente da cor da madeira, eliminadas das câmaras especialmente construídas para este fim. As fezes se acumulam logo abaixo do orifício de eliminação, ao largo da peça atacada. Este é o mais típico sinal de infestação por Cupins de Madeira Seca. Após a eliminação das fezes, o orifício formado (de formato circular com diâmetro de cerca de 1-2 mm) é então fechado por uma membrana de material lenhoso e periodicamente aberto para novas eliminações dos resíduos.

Quando infestam peças que são móveis, o ataque é discreto, podendo formar colônias completas no interior da peça, mesmo as de menor tamanho. Esta capacidade de habitar peças facilmente transportáveis, sem apresentar sinais externos de ataque, favorece sua dispersão quando as peças são transportadas para diferentes regiões geográficas.

Dentre as peças mais comumente atacadas pelo cupim de madeira seca, destacamos a guarnição de batentes de portas e janelas (que permanecem fixos, sem movimento, em contato com a parede), móveis e armários embutidos, rodapés e forros de madeira.